O Primeiro

Fri Aug 27 2021 03:00:00 GMT+0000 (Coordinated Universal Time)

Arte: Nick Williams

Enquanto o resto de sua tripulação desembarcava na praia deserta, o capitão Cezaerd observava a paisagem que se estendia continente adentro. Com o vento da tarde soprando forte contra seu rosto, ele suspirou emocionado. Tinha a sensação de ter encontrado o local certo para o primeiro assentamento de seu povo fora do continente de Arzyn. Se tudo corresse bem, seu nome ficaria conhecido pelo sucesso em tão importante missão.

– Não é muito diferente do nosso lar – comentou o contramestre, parando ao lado do capitão.

– Nosso antigo lar.

O contramestre concordou com a correção de Cezaerd e perguntou:

– Busco uma das aves?

– Ainda não. Prepare uma equipe para analisarmos o terreno longe da costa.

Quando o contramestre se afastou, o capitão voltou a encarar a paisagem. Se a área contivesse fontes de água doce e não apresentasse ameaças iminentes, ele enviaria uma mensagem para a sua líder.

Mesmo prezando pela calma e ponderação, Cezaerd já imaginava as frotas com os descendentes de Zebbe e Cirzza emergindo no horizonte, próximos de aportar em um lugar de promissora grandiosidade, prestes a construir um futuro de glória no continente de Ergazyo.

Assim que o contramestre se apresentou com os escolhidos, eles partiram. Ao passarem pelas rochas que guardavam a praia, o capitão e parte de sua tripulação encontraram apenas natureza vazia e silenciosa. Campos de vegetação baixa com montes ao redor. Ainda sem avistarem água, prosseguiram continente adentro.

Quando o barulho de uma cascata se fez ouvir, risos e murmúrios animados se espalharam pelo grupo. Quase correndo, Cezaerd contornou uma formação rochosa alta e estreita. Do outro lado, uma queda d’água formava um pequeno riacho que descia por um vale até desaguar em um rio largo e sinuoso.Porém, o capitão não comemorou. Quatro gigantes os aguardavam com clavas e tacapes.

Enquanto tentava fugir, Cezaerd sequer considerou que seu nome ecoaria por séculos, como ele desejava. Não por encontrar o local perfeito para um assentamento, mas por ser o primeiro a morrer pelo império vindouro.

 
Banner Animado Grivus Site.gif
Banner Animado Véu.gif